Pular para o conteúdo

O que é Descaracterização de Imóvel Rural?

Neste artigo comentaremos o que é descaracterização de imóvel rural, processo este que tem se tornado muito comum.

Para consolidar o entendimento, primeiro precisamos definir o que é considerado imóvel rural neste caso.

A Instrução Normativa do INCRA n° 82/2015 conceitua Imóvel Rural como sendo uma extensão de terras com destinação – efetiva ou potencial – agrícola, pecuária, extrativa vegetal, florestal ou agroindustrial, localizada em zona rural ou em perímetro urbano.

O que é Descaracterização de Imóveis

Curso com 20% OFF na data do post

Além disso, o mesmo dispositivo comenta que todos imóveis rurais devem obrigatoriamente ser cadastrado no Sistema Nacional de Cadastro Rural (SNCR).

Dessa forma, quando um imóvel rural estiver inserido no perímetro urbano e perder a sua característica rural, o cadastro do imóvel no SNCR deverá ser cancelado.

Além disso, o cancelamento deverá ser informado ao Cartório de Registro de Imóveis. Este, por sua vez, deverá alterar a descrição da matrícula do imóvel de rural para urbano.

Na hipótese de somente uma parte do imóvel rural ter a sua característica alterada para urbana, deve-se fazer atualização cadastral da área remanescente junto ao SNCR.

A esse procedimento de alteração da característica de rural para urbano, bem como o cancelamento/alteração do cadastro no SNCR e a modificação da matrícula do imóvel, damos o nome de Descaracterização de Imóvel Rural.

Quem poderá inciar o processo de descaracterização de imóvel rural?

O processo de descaracterização de imóvel rural deverá ser inicializado junto ao INCRA. Além disso, poderá ser requerido pelo próprio proprietário ou possuidor da área.

Curso CCIR e ITR

Caso o município julgue procedente, ele também poderá provocar o início de processo administrativo junto ao INCRA, respeitando-se as demais premissas.

Havendo a descaracterização, cabe salientar que o imposto territorial sobre a área descaracterizada deixará de ser o ITR e passará a ser o IPTU. Assim, a averbação da característica junto a matrícula também evitará a cobrança duplicada de impostos territoriais.

Se você gostou desse artigo, seria muito importante para nós se você o compartilhasse.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.